Edições

Último Podcast (15 Julho 2017)

Clica para ouvir

Entrevista com Daniel Catarino

Daniel Catarino

A Scene Called Barcelos

A Scene Called Barcelos

Entrevista: The Twist Connection

The Twist Connection

Entrevista com Bed Legs

Bed Legs

Emissão em Direto (Sádado 12-15)

Clica para ouvir

Edições

A música como catarse: um artista português é arrastado por uma crise existencial devido aos problemas económicos do país. Suaves cascatas de eletrónica mostram-lhe o caminho para sair dela.
Há algo em Mira, un Lobo! que atinge o nervo poético de algumas das referências do nosso tempo: o blogger americano Kavit Sumud (“The Sights and Sounds”, “Indie Shuffle”) é inspirado por uma “complex electronica, cascading circadian rhythms … serotonin streams and dopamine dancefloors”. O blog inglês “Repeat Button” maravilha-se com as paisagens exuberantes que são “unbelievably, inexplicably, insanely intoxicating (…) synths so sublime I feel like maybe heaven is actually here on earth.”

Os Switchtense tornaram-se na última década numa das mais activas bandas do Metal português: três discos de estúdio, um DVD comemorativo do 10º aniversário e centenas de concertos dentro e fora de Portugal.
 2016 marca o regresso dos Switchtense às edições discográficas e a estreia do novo baterista António Pintor. Depois de "Confrontation of Souls" ( 2009 ), do homónimo "Switchtense" ( 2011 ) e do DVD/CD  "10 Unbreakable Years" (2013 ), eis que chega "Flesh & Bones". Com edição a 8 de Abril´2016 via Rastilho Records, este é o trabalho mais rápido, agressivo e pesado feito pelo quinteto oriundo da margem sul do Tejo.

“Parece que estamos em maus lençóis. É a crise, deve ser a puta da crise. Mas nada pode ser assim tão grave quando estes dois se sentam em silêncio numa sala de ensaios e saem de lá com um disco que nos faz querer suspender o tempo e as preces por dias melhores. As canções, se é que assim lhes podemos chamar, estão mais negras e são capazes de nos pôr em bicos de pés a tentar adivinhar o que se segue.

Os Black Smoke Of Buddha são um trio barcelense de Psychedelic Stoner Doom formado por Bruno Miranda (guitarra), Tiago Lopes (baixo) e Mauro Faria (bateria). Este EP homónimo de estreia foi editado pela Mad Pulse em Novembro de 2015.

O projeto |UGO| nasce com a necessidade de Hugo Pinto em fazer um álbum diferente de tudo o que tinha feito até então.

Sendo baterista de várias bandas de originais (Alves Baby, Comitiva Charlie e Wheelchair Noise), Hugo tinha como objetivo o lançamento de um projeto que fosse mais pessoal e traçasse de forma inequívoca a sua personalidade artística. Não propriamente com o intuito de lançar mais uma banda, mas antes com a vontade de algo novo e diferente, com uma nova identidade, criou assim o projeto |UGO|.

Os Youthless editaram o seu primeiro álbum, “This Glorious No Age”, no dia 7 de Março de 2016, através da Nos discos em Portugal e da Club.the.mamoth / Kartel em Inglaterra.
Em 2011 os Youthless começaram a delinear os contornos do esboço de "This Glorious No Age", um LP sustentado em algumas das ideias de Marshall McLuhan acerca da descoberta da electricidade, e acerca de como tamanha façanha teve, e ainda tem, tão profundo impacto em todos nós.

Rose is a rose is a rose is a rose.” (Gertrude Stein, Sacred Emily, 1913)

"The meaning of anything is merely other words for the same thing. After all, a rose is a rose is a rose. That's not bad.” (Calvero, personagem interpretado por Charlie Chaplin no seu filme Limelight, de 1952)

Depois de um período de interregno desde o último álbum homónimo editado em 2011, Old Jerusalem regressa às edições discográficas com “A rose is a rose is a rose”, o sexto trabalho de longa duração do projecto.

Os 10000 Russos formaram-se no Porto em 2012 e são um trio formado por pessoas de outras paragens: João Pimenta (Green Machine, Botswana, ALTO!) é natural de Barcelos, Pedro Pestana (Tren Go Soundsystem) é da Ilha da Madeira e André Couto (Dreamweapon, The Melancholic Youth Of Jesus) é de V. N. Gaia. Em 2015 editaram este disco homónimo pela britânica Fuzz Club Records.

O novo álbum dos Loafing Heroes, "The Baron in the Trees", foi lançado no dia 6 de Maio no Musicbox, em Lisboa – o melhor e mais elaborado conjunto de canções da banda até hoje, produzido por Tadklimp. A banda, cosmopolita e vagabunda, continua a fundir a música folk com a poesia, world music e pop, interligando violinos, contrabaixo, piano, baixo clarinete e trompete, entre outros instrumentos.

Depois de 6 anos a acumular experiências diversas, os Retimbrar editam o seu primeiro disco "Voa Pé" que traz consigo os ecos dos bombos na rua e a emoção das canções partilhadas nos palcos e fora deles. Voa Pé é uma edição de autor com o apoio da Casa da Música, da Cultura Fnac e da Revolução d'Alegria Associação.

Em 2013 os peixe:avião editaram o seu terceiro disco, de título homónimo, rompendo abruptamente com uma trajetória pop alicerçada em trabalhos como “Finjo a fazer de conta feito peixe : avião” (2007), “40.02” (2008) e “Madrugada” (2010). Consensual entre a crítica especializada e os seguidores da banda, “peixe : avião” (2013) revelou-se o regresso perfeito da banda bracarense aos discos.

Parcerias

 
A Trompa NAAM  

Parcerias Software Livre Audio

 
Rivendell - Radio Automation Mixxx - Free DJ Mixing Software Paravel Systems Tryphon