Edições

Último Podcast (9 Dez 2017)

Clica para ouvir

Entrevista: Waste Disposal Machine

Waste Disposal Machine

Entrevista com Happy Farm

Happy Farm

Entrevista com Grog

Grog

Entrevista com Galo Cant'às Duas

Galo Cant'às Duas

Emissão em Direto (Sádado 12-15)

Clica para ouvir

Edições

Grandfather’s House é uma banda de Famalicão/Braga que surge em 2012. Com Tiago Sampaio na guitarra, Rita Sampaio nos sintetizadores e voz e João Costeira na bateria, contam até hoje com mais de 250 concertos dados por todo o país e internacionalmente. Com o seu primeiro EP "Skeleton", editado em 2014, percorrem Portugal na sua promoção. Em 2016, editam o longa-duração, "Slow Move", sendo aclamados pelo público e pela crítica tendo, com este, lançado dois singles “Sweet Love Making” e “My Love”.

Formados em 2003 nos arredores de Lisboa, os For The Glory são um quarteto de harcdore e um dos expoentes máximos do género em Portugal e uma referência europeia. Fieis e entusiasmados desde a primeira hora com o som com que mais se identificam, neste novo "Now And Forever" apresentam-nos o seu quinto longa duração, numa edição para este ano da Rastilho Records. À semelhança dos discos anteriores, este álbum destaca as letras como uma componente fundamental na carreira da banda.

Os Skypho, banda de Albergaria-a-Velha, lançaram recentemente o sucessor do álbum "Same Old Sin". O novo, editado neste 2017, chama-se "Karma-Sutra" e mostra os Skypho a explorar outras vertentes sonoras. São dez temas de puro rock alternativo. O processo musical dos Skypho remonta a 2000, quando a banda foi formada. Após algumas alterações nos elementos, o line up estabilizou com o Carlos Tavares (voz e guitarra), Ricardo Fontoura (bateria), Ricardo Aguiar (baixo), Hugo Sousa (guitarra), José Vidal (guitarra) e Hugo Oliveira (percussões).

Beni Mizrahi é um cantor, compositor, multi instrumentista e produtor barcelense. É um autodidacta desde muito novo, quando aprendeu sozinho a tocar. Depois de um ano na Barklee College of Music em Boston (onde integrou o grau académico da Dean’s List), voltou a Portugal, voltou a Portugal para para produzir e gravar o seu EP de estreia, “The First Howl”, nos estúdios Sá da bandeira, no Porto, juntamente com a sua banda, os Soulblenders. A edição internacional teve lugar a 9 de setembro último.

O dueto dinâmico portuense Serushio está de volta com novo álbum, "Groove Lee", gravado, misturado e masterizado por Zé Nando Pimenta, em Lisboa, nos estúdios da lA/Meífumado. Para além dos membros da banda, Seru (Sérgio Silva) e José Vieira, outros músicos convidados participaram na gravação deste álbum: Fred (Orelha Negra), Zé Nando Pimenta (Paço Hunter), Diogo Ribeiro (Francis Dale) e Mariana Norton.

De exercícios filosóficos que se transformam em tratados lançados para o barulho dos nossos dias está o mundo empacotado e a rebentar por todas as costuras que o cosem. Sabe-se - julgo eu que sei - que escolhemos pouco, e que do quase nada que se planeia sobrevem, e suplanta, a aleatoriedade dos acontecimentos. Porém, vestimo-nos, se de sapiência formos ricos, do que vale a pena. O Filipe Monteiro é todo assim e a sua história é feita dos destinos que considerou, a galope da sua gentileza e temperança individuais, cuidar e tomar com devoção e empenho.

Moving Trees é o projecto musical de Luís Couto e colaboradores, direccionado para sonoridades indie/pós-punk/pós-rock.
Foi criado em 1998 como Vapour Trail, tendo um ano depois passado a chamar-se Moving Coil. Em 2003, com Mara Neves como única vocalista, deu-se a alteração do nome para aquarelle.
Em 2004, depois da edição de "era uma vez uma cortina...", encerrou actividades.

Os Prayers of Sanity são habitualmente associados ao seu som característico assente no thrash rápido da velha escola. Após a edição de dois álbuns bem conseguidos ("Religion Blindness" em 2009 e "Confrontations" em 2012), estes algarvios de Lagos apresentam-se agora com o terceiro longa duração, numa edição da leiriense Rastilho Records.

Editado a 18  de Março de 2017, "Signs of Freedom" é o 4º trabalho dos barcelenses Waterland, uma banda de power metal melódico e sinfónico, que surgiu em 2007 pela mão do guitarrista Miguel Gomes, a partir das cinzas dos entretanto extintos Oratory. Na fase inicial, o Miguel reuniu as coleborações dos vocalistas Marco Alves (ex-Oratory) e Bruno Gomes. O primeiro disco homónimo, integra 15 faixas, cada uma uma parte do concerto Waterland.

A banda, oriunda de Lisboa, surgiu devido à necessidade de agredir verbalmente (com mais ou menos ternura, conforme o caso) certos sectores da nossa sociedade que precisam de um abanão valente.
E sob a forma de música é mais agradável.

"O projeto Boémia Vadia, nasceu em Valencia no ano 2011, a partir das cinzas dos Fado Blues, e do finiquito do Circo Ô Cirque, teatro equestre contemporâneo. Com a intenção de amenizar os desgostos e aplacar as deçepções, o amor que de forma expontânea me uniu à alma do circo, Rebecca Amar, incentivou-me a criar uma ideia que sempre acreditei ser original e com potencial suficiente para poder ser muito mais que uma simples ideia.

Parcerias

 
A Trompa NAAM  

Parcerias Software Livre Audio

 
Rivendell - Radio Automation Mixxx - Free DJ Mixing Software Paravel Systems Tryphon