Edições

Último Podcast (23 Set 2017)

Clica para ouvir

Entrevista com Grog

Grog

Entrevista com Galo Cant'às Duas

Galo Cant'às Duas

Entrevista com =Mocho=

Mocho

Entrevista com Stone Dead

Stone Dead

Emissão em Direto (Sádado 12-15)

Clica para ouvir

Edições

Rose is a rose is a rose is a rose.” (Gertrude Stein, Sacred Emily, 1913)

"The meaning of anything is merely other words for the same thing. After all, a rose is a rose is a rose. That's not bad.” (Calvero, personagem interpretado por Charlie Chaplin no seu filme Limelight, de 1952)

Depois de um período de interregno desde o último álbum homónimo editado em 2011, Old Jerusalem regressa às edições discográficas com “A rose is a rose is a rose”, o sexto trabalho de longa duração do projecto.

O novo álbum dos Loafing Heroes, "The Baron in the Trees", foi lançado no dia 6 de Maio no Musicbox, em Lisboa – o melhor e mais elaborado conjunto de canções da banda até hoje, produzido por Tadklimp. A banda, cosmopolita e vagabunda, continua a fundir a música folk com a poesia, world music e pop, interligando violinos, contrabaixo, piano, baixo clarinete e trompete, entre outros instrumentos.

Entras num bar com um néon convidativo à porta. À tua volta há música, barulho, objectos bizarros, estranhos manequins, plumas e misteriosos personagens. Uns conversam, outros dançam e outros olham fixamente para o que acontece no palco. Onde raio é que estás? Não fazes ideia, mas queres ficar e pedir uma bebida.

Em 2013 os peixe:avião editaram o seu terceiro disco, de título homónimo, rompendo abruptamente com uma trajetória pop alicerçada em trabalhos como “Finjo a fazer de conta feito peixe : avião” (2007), “40.02” (2008) e “Madrugada” (2010). Consensual entre a crítica especializada e os seguidores da banda, “peixe : avião” (2013) revelou-se o regresso perfeito da banda bracarense aos discos.

Olhando para trás já lá vão 5 anos passados desde a edição do 1° disco do LOBO, "Socorros a Náufragos".
Com o "Socorros" conseguimos umas coisas giras. Sincronizámos temas com ficção televisionada (TVI), o Reininho e o Abrunhosa consideraram a nossa versão do "Pós-Modernos" "Melhor que o original", o Zé Pedro (Xutos) elegeu-o como um dos discos do ano da Rádio Radar, tocámos e fomos entrevistados um pouco por todo o pais.

Se há altura perfeita, para inspirar o curso de um rio, espelho de raios de sol cada vez mais frequentes, é a Primavera. Na montanha inicia-se um trajecto que só um rio pode tomar. O término é só um, só poderia ser um: o mar. Contudo, entre um princípio e um fim há sempre a história toda, e há uma catarse em catadupa, que desta vez preferiu as asas primaveris de um pássaro sob um rio.

Duo de Lisboa formado no inverno de 2012, os Wildnorthe são Sara Inglês (voz, sintetizador) e Pedro Ferreira (voz, guitarra). A banda começou a compor as primeiras canções em 2013, com um line up diferente do actual - Sara na bateria e Pedro na voz e baixo.O interesse por temas como a natureza, morte, devoção, perda de memória, e pela ideia de que a beleza se encontra nos sítios mais negros e improváveis, veio dar origem a um conjunto de canções que resultaram na definição do som da banda como “dark devotional music”.

"The Ides of March" sucede a "The Sky Over Brooklyn" (2013) e é o segundo álbum do músico João Martins, pianista e percussionista natural de Coimbra, mas radicado em Brooklyn, Nova Iorque. O novo álbum integra um grupo internacional de músicos e artistas visuais de diversas áreas e inclui jazz e choro brasileiros, ritmos folclóricos do nordeste do Brasil e influências de rock independente e RnB.

"Songs of Sadness and Disappointment" foi editado a 4 de desembro de 2015 e é o segundo álbum dos DW Void, uma banda portuguesa de rock alternativo, de Lisboa, formada em 2008 por alguns elementos dos antigos k4 quadrado azul, Essa Entente e Aix-la-Chapelle.

"O meu primeiro contacto com o piano surgiu através da improvisação, no início da minha adolescência. De seguida vieram duas décadas de estudo e dedicação de uma forma muito apaixonada e exclusiva à música clássica. No entanto, a necessidade de me religar à improvisação surgiu há cerca de 10 anos atrás. Eu queria agora expandir a minha criatividade de uma forma mais espontânea, onde não tivesse um texto ou um estilo musical aos quais me tivesse que cingir.

Após o lançamento do seu primeiro trabalho em 2010, os Evols dão a conhecer  agora o seu segundo disco, intitulado "II", um projecto que resulta de uma parceria entre as insígnias culturafnac e Wasser Bassin.

Parcerias

 
A Trompa NAAM  

Parcerias Software Livre Audio

 
Rivendell - Radio Automation Mixxx - Free DJ Mixing Software Paravel Systems Tryphon