Edições

Último Podcast (20 Maio 2017)

Clica para ouvir

Entrevista com Daniel Catarino

Daniel Catarino

A Scene Called Barcelos

A Scene Called Barcelos

Entrevista: The Twist Connection

The Twist Connection

Entrevista com Bed Legs

Bed Legs

Emissão em Direto (Sádado 12-15)

Clica para ouvir

Edições

Os Analepsy são uma banda de slamming brutal death formada em finais de 2013 pelo vocalista Ricardo Proença (ex-Formaldehyde) e pelo guitarrista Marco Martins (Brutal Brain Damage). Mais tarde, juntaram-se o baixista Flávio Pereira e o baterista Nélson Domingues. Após algumas demos e ensaios, a banda então formada decide procurar um novo baterista, alguém que se encaixasse melhor na estética e no som da banda.

André Barros estudava Direito e, no último ano começou, de forma autodidacta, a tocar piano. Depois de acabar o curso, resolveu apostar num novo rumo de ensino, a produção musical que o levou a rumar à Islândia para trabalhar alguns meses no Sundlaugin Studio (o tal estúdio que os Sigur Rós construÍram nas instalações de uma antiga piscina). Foi lá que privou com nomes como Olafur Arnalds e elementos de Múm, Amiina e Of Monsters & Men e o seu disco de estreia "Circustances" foi mesmo lá finalizado (mistura e masterização).

"Sobrenatural" é o 5º álbum dos portugueses Gazua. São 11 temas de Rock cantado em português, gravados nos Estúdios WRecords (Setúbal), com produção de António Corte-Real (UHF) e Wilson Silva (More Than a Thousand).
A edição é num bonito digipack CD, com ilustrações de Adriana Pardal e design de João Corrosão. Contém um poster A2 no interior, com todas as letras incluidas. "Sobrenatural" arrisca-se a ser um dos grandes álbuns de 2015 da música portuguesa! Nas palavras do jornalista Nuno Calado:

Pedro Cardoso (Peixe) nasceu a 12 de Fevereiro de 1974 na cidade do Porto. Estudou Guitarra clássica no Conservatório de Música do Porto, guitarra Jazz na Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo (ESMAE) e pintura na Faculdade de Belas Artes do Porto (FBAUP). Foi guitarrista da banda Ornatos Violeta, hoje considerada uma das mais importantes bandas portuguesas de sempre e que marcou de forma incontornável, a chamada “música moderna portuguesa”. Com os Ornatos editou os álbuns Cão! (1997) e O Monstro Precisa de Amigos (1999).

Nascidos em 2012 na vibrante cidade do Porto, Portugal, The Lemon Lovers é um descomprometido e revivalista power trio com a alma genuína do rock'n'roll, uma fusão de sons entre o passado e o presente, acompanhada de uma energia distorcida que se pode sentir nas atuações ao vivo.
João Silva (Guitarra, Vozes) e Victor Butuc (Bateria) conheceram-se quando frequentavam a mesma universidade e a comunhão entre os seus gostos musicais levou estes rapazes a tocar juntos.

Afonso Pais é guitarrista e compositor. Nascido em Lisboa em 1979, desenvolve desde o início do milénio um trabalho de composição exploratório das vertentes e possibilidades da música improvisada e escrita. Como instrumentista, tem-se expressado essencialmente através da guitarra, mas também do piano e do contrabaixo, estando quatro trabalhos discográficos em seu nome presentemente disponíveis no mercado: Terranova (Clean Feed, 2004), Subsequências, com Edu Lobo (ENJA, 2008), Fluxorama (JACC Records 2010), com Albert Sanz e Onde Mora o Mundo (Orfeu, 2011), em co-autoria com JP Simões.

Os Speedemon formaram-se em meados de 2011, inicialmente apenas como um trio, composto por Branco (bateria), Brutus (voz e baixo) e Bicho (guitarra). Começam, com esta formação, a desenvolver algumas ideias e sur­gem três temas que servem para apresentar a banda: "Black Buli", "1974" e "Kings OfThe Road".
Em Outubro de 2011, a banda sofre algumas alterações e evolui para um quar­teto, quando Brutus passa a assumir uma segunda guitarra e com a entrada de Peter para assegurar o papel de baixista.

Os Tape Junk surgiram em 2012 no seio da família Pataca: uma derivação directa e natural dos Julie & The Carjackers - banda formada em 2009 por João Correia e Bruno Pernadas e cujo primeiro album “Parasol” seria editado pela Pataca Discos. Estes suspenderam temporariamente a sua actividade, enquanto João Correia fundou os Tape Junk e Bruno Pernadas dedicou-se ao seu trabalho de estreia a solo “How Can We Be Joyful in a World Full Of Knowledge”, editado na Pataca Discos em 2014.

The CityZens é um trio formado em 2013 em Vila Nova de Famalicão, Braga, composto por Jorge Humberto (guitarra e voz), Luís Ribeiro (baixo) e Rui Pedro (bateria).
Após 13 anos de trabalho em conjunto, no projeto sUBMARINe, e finda a atividade deste último existiu da parte de Jorge Humberto e Luís Ribeiro a necessidade de continuar com a sua aventura musical. Dessa vontade surge agora The CityZens, projecto que partiu como um duo e que passou a trio com a entrada do baterista Rui Pedro.

"The Beast of Boliqueime" é um EP em vinil de 7 polegadas dos lisboetas The Dirty Coal Train e editado a 7 de outubro de 2014 pela Zip-A-Dee-Doo-Dah Discos (ZIP001). É muito menino para agradar aos fãs de SurfRock & RollPunk e Garage Rock.

Os Awaiting The Vultures são uma banda de post metal, oriunda de Évora e formada no ano de 2007. O álbum homónimo saiu em Dezembro de 2014 pela Capote Música. A banda é actualmente formada por André Vicente (guitarra), Pedro Pires (guitarra), Yohann Crochet (baixo) e Xinês (bateria).

Parcerias

 
A Trompa NAAM  

Parcerias Software Livre Audio

 
Rivendell - Radio Automation Mixxx - Free DJ Mixing Software Paravel Systems Tryphon