Entrevistas

Último Podcast (17 Fev 2018)

Clica para ouvir

Entrevista com Vaarwell

Vaarwell

Entrevista com Ganso

Ganso

Entrevista com Ana Deus

Ana Deus

Entrevista: Waste Disposal Machine

Waste Disposal Machine

Emissão em Direto (Sádado 12-15)

Clica para ouvir

Entrevistas

Os Vaarwell editaram em março de 2017 o seu álbum de estreia de nome "Homebound 456" e que sucedeu ao EP "Love and Forgiveness". A banda de Lisboa é um trio: a Margarida, o Ricardo e o Luís. Ao vivo, por vezes, entram em palco também o André e o Tomás. Em outubro estiveram em Braga para um concerto de promoção ao disco que teve lugar no  Sé La Vie, na baixa da cidade. Foi ainda uma oportunidade para a banda se apresentar num pequeno showcase na FNAC de Braga em formato trio. E esta foi igualmente uma oportunidade de o Sinfonias de Aço dar um salto à zona nascente da cidade e conversar com eles.

Em Agosto último os Ganso tocaram, juntamente com outros nomes, no dia do Núcleo de Intervenção Cultural de Esposende e integrado no Festival da Juventude da cidade. O Sinfonias de Aço aproveitou para dar um salto à foz do Cávado e conversar com a banda lisboeta que, três semanas antes, havia tocado em Barcelos, integrados no Conjunto Cuca Monga e no festival Milhões de Festa. Assim, em ambiente descontraído no fim do concerto, aproveitamos para recordar essa memória.

A noite de 24 para 25 de Abril, para além de uma celebração da liberdade, foi também uma noite ornitológica para o Sinfonias de Aço. Concluída a conversa com os Mocho, foi a vez de rumar ao Círculo Católico de Operários para, desta vez, conversar com os Galo Cant’às Duas. E parece que estavam mesmo à nossa espera: eu a entrar pelo auditório dentro e o concerto a terminar. Ao segundo. Oportunidade então para descomprimir e conhecer a dupla de Viseu, o Hugo Cardoso e Gonçalo Alegre que nos contaram literalmente tudo sobre este interessante projecto.

Os Osso Vaidoso, de Ana Deus, Alexandre Soares e João Pedro Coimbra, voltaram a Barcelos para um concerto no Museu de Olaria, no Dia Internacional dos Museus. No final, o Sinfonias de Aço aproveitou para falar com a Ana, que já tinha atrás de si várias semanas de concertos e três diferentes só nesse mesmo fim de semana: este com Osso Vaidoso e antes com Bruta e Três Tristes Tigres. E, acreditem, a Ana é muito menina para isto: enfrentar as vagas ameaçadoras do desafio, mas sem hesitações.

Os Mocho são uma banda de Matosinhos e contam com uma vocalista barcelense, a Elisabete Silva ou a Eli, como eles gostam de lhe chamar. Terá sido mesmo a origem da Bete – como eu gosto de lhe chamar – a convencer a Câmara Municipal de Barcelos a incluir uma actuação da banda integrada nas festas da cidade. Sendo assim, e com álbum novo para mostrar, os Mocho actuaram no palco principal das festas na noite de 24 para 25 de Abril. E não se pense que os Mocho são uns mochinhos a abrir as asas para os primeiros voos.

No domingo, 30 de Abril, teve lugar o último dia do Barroselas Metalfest e o Sinfonias de Aço chegou à conversa com o João Gonçalves dos Waste Disposal Machine. Não que a banda de Tomar tenha um novo disco para mostrar, mas esta 20ª edição do festival foi a primeira onde o João pôde estar presente, daí a oportunidade de conversar com um velho amigo destas coisas das cantigas.

No dia 1 de Abril, os Stone Dead voltaram a Barcelos para mais um concerto, desta feita no Plátano, em Roriz. Apesar de constituída por gente ainda bastante jovem, esta banda de Alcobaça já tem uns anos de experiência e de estrada, daí que não precisassem de GPS ou mapa para encontrar Barcelos, dado que já por cá andaram por mais que uma vez num passado recente. Só que desta vez traziam para apresentar aos fregueses o seu novo disco e o Sinfonias de Aço aproveitou para conversar com a banda toda minutos antes do concerto.

O SWR, em Barroselas, tem mesmo destas coisas. Numa troca de palcos, naqueles breves minutos em que o público migra de um lado para o outro, dei de caras com o velho amigo Guilhermino Martins, agora nos Serrabulho. Com ele vinha o Nuno Pereira e o Gui tratou logo de nos apresentar. E não se ficou por aí, sugerindo ao Nuno que me oferecesse o disco da sua banda que tinha consigo. E lá ficou o Sinfonias de Aço, sem contar, com uma cópia de "Just Pig It", o álbum dos portuenses Happy Farm.

No passado dia 25 de Março o Plátano em Roriz vestiu-se de gala para receber os barcelenses West Grave na apresentação do seu trabalho de estreia, numa festa apadrinhada ainda pelos projectos orag.tre e Black Smoke of Buddha. Ora, foi precisamente o concerto deste trio barcelense que o Sinfonias de Aço já não via há algum tempo, o motivo da conversa que com eles efectuamos. Assim, no dia seguinte metemos pés ao caminho e fomos à sala de ensaios da jovem banda barcelense conhecer melhor este projecto do Bruno Miranda, Tiago Lopes e Mauro Faria.

O Sinfonias de Aço efectuou algumas entrevistas na XX edição do SWR ou Barroselas Metalfest e a primeira foi com o Pedro Pedra, dos Grog, no dia em que eles voltaram a tocar no festival. E já lá estiveram por 5 vezes. Pode não parecer, mas a banda de Lisboa já conta com 25 anos de carreira e até aproveitando o facto de terem tocado no festival em várias fases do seu processo evolutivo, este é um dos tópicos abordados nesta conversa. São os Grog dentro e fora do palco no SWR.

O Daniel Catarino é um músico alentejano e amigo de longa data do Sinfonias de Aço que, desde a primeira hora, tem divulgado os seus trabalhos nos mais variados projectos a solo ou em banda. Recentemente, esteve de volta a Barcelos, desta feita para uma apresentação no evento Um Ao Molhe, que apresenta músicos sempre a solo. Foi no Plátano em Roriz e o Sinfonias de Aço aproveitou para conversar, finalmente, com o músico de Cabeção, agora residente em Évora.

Parcerias

 
A Trompa NAAM  

Parcerias Software Livre Audio

 
Rivendell - Radio Automation Mixxx - Free DJ Mixing Software Paravel Systems Tryphon